quarta-feira, 24 de maio de 2017

Deixe ir embora (ou não)

Deixa ele ir embora. Nada que temos é de fato nosso, nem as pessoas, nem nossos objetos e nem mesmo nossas palavras, nossas opiniões mudam tanto que não podemos tratá-las como propriedades. E nem ele. Deixe ele ir, ele precisa de um caminho que não te inclua, você o fez querer que as coisas fossem assim. Se ainda existe amor, se tornou menor do que a mágoa que você causou, não há mais espaço para vocês agora.
Vocês tiveram o momento ideal, muito rápido, muito intenso, muito confuso e muito errado. Talvez você até pudesse ter sido diferente, mas não foi e mudar o que aconteceu não cabe mais a você, a menos que ele te perdoasse, mas ele não quer, ele não vai. Na verdade, ele já está a caminho de uma nova vida longe de você e dos sonhos que sonharam juntos, e por mais que isso doa você sabe que não pode fazer mais nada.
Conheço seu coração, você nunca aprendeu como desistir de um amor, ainda mais de um grande assim. Mas ele sempre foi mais teimoso do que você e não está disposto a te dar ouvidos, ele já te ouviu demais e se arrepende de ter agido assim, se esquecendo dele e de quem ele era antes de você aparecer. Pare de se sentir injustiçada, não se trata de justiça mas sim de desgaste.
O amor de vocês não é mais o mesmo. Nem você. Nem ele. Respeita que ele não te quer por perto, aceita que ele escolheu sofrer agora para aprender a viver sem seu jeito preguiçoso de manhã - que sempre amoleceu o coração duro dele. Não precisa desistir dos planos de vocês, outras pessoas irão aparecer e poderá ser feliz com elas tanto quanto foi com ele. 
Ou você pode simplesmente ignorar toda essa racionalidade e obedecer seu coração que te diz que todo erro pode ser consertado, que todos os amores são verdadeiros, inclusive o de vocês que sempre foi tão atrapalhado, e que querer ir embora é um modo dele te dizer "eu te amo, não posso fazer mais nada, por favor, corrija isso. Você sabe como." E você realmente sabe, então se ainda o quer, faça. Vá. 


Inspirações: um amor que não deu certo (ainda) e a música The Scientist - Coldplay

6 comentários: