quinta-feira, 30 de abril de 2015

Putz! Tá Todo Mundo Me Olhando.

Meu amigo me disse que todo mundo estava me olhando, disse que isso incomodava ele, e respondi que por mim tanto faz agora, mas um dia já me incomodou também. Mas não muda o fato de que elas continuam olhando. Olham quando vou pra aula, quando saio da aula, olham quando estou comendo e quando converso, olham quando mexo no celular e quando eu olho de volta, elas olham também. As pessoas me olham quando eu falo alto, e quando eu falo baixo também, me olham quando estou sozinha, e olham quando estou acompanhada, e Jesus, como elas olham quando estou abraçada com meu namorado! Acho que elas estão chocadas com a beleza dele, só pode.
Reclamei pra Deus a alguns anos atrás, sobre todos esses olhares, falei que estava cansada de ter plateia só porque minha vida não é como as outras cenas que o público está acostumado a assistir, pra começar, nem de atuar eu gosto, fico vermelha e esqueço a fala, não sei atuar, não sei encenar, não queria espectadores analisando minunciosamente cada movimento meu, nem de me movimentar demais eu gostava quando reclamei isso pra Deus. Ele não me respondeu, claro. Ele deve ter rido da minha imaturidade e total falta de sabedoria. 
Hoje quem olhou pra mim fui eu mesma, e notei que os olhares continuam (SEMPRE, O TEMPO TODO, TODA HORA, TODO AGORA, TODO SEMPRE) de leve, mas que eu não me importo mesmo. Esses dias meu amigo disse que todo mundo estava me olhando, disse que incomodava ele, e respondi que por mim tanto faz agora, porque existe tanta curiosidade nas pessoas, e qual o problema delas me analisarem sem piscar, quase com a boca aberta e babando? Nenhum problema, ué. 
Continuem olhando, enquanto isso, ao invés de reclamar novamente pra Deus, eu agradeço pois sou notada no mundo que vivo, nas ruas em que passo, nos lugares onde me pronuncio. Obrigada Deus por me dar o que tanta gente se ridiculariza pra ter: atenção. Obrigada por me dar um lugar neste mundo que Você criou, obrigada pela paciência com minha falta de entendimento, obrigada por me fazer teimosa, evitando que eu desistisse de tudo que você me deu. E principalmente, obrigada pelos olhares, assim terei plateia quando concluir tudo que tenho pra realizar.

domingo, 26 de abril de 2015

Continuarei Arriscando

Tive que acreditar, acreditar em mim e principalmente no Deus que me apoia, se tivesse esperado que minha aparência fizesse as pessoas confiarem na minha capacidade, provavelmente já teria desistido das minhas vontades mais pequenas. E não só a aparência, minhas opiniões e meu jeito de torná-las públicas também fazem muitos desacreditarem da minha força de permanecer. Mas eu permaneço em tudo que me faz bem, que me inspira e me faz feliz, de mal já bastam as surpresas do dia a dia, a rotina proposta deve ser algo que faça meus olhos brilharem, algo que faz eu me sentir no lugar certo, contribuindo com o que eu tiver de melhor. E obviamente ninguém é obrigado a pensar como eu penso, mas também não queira impor em mim sua filosofia de vida, eu não vou aceitá-la, e não é por birra, é porque minha história e minha fé me convenceram sobre uma outra forma de ver, de agir e reagir. Respeite.
E sobre os dias ruins? Sim, eles existem mas são minoria, pois a cada palavra de superioridade lançada na minha direção, recebo dez vezes mais sorrisos de desconhecidos, e vinte vezes mais reconhecimento de pessoas que veem o resultado do que eu faço e não do que eu grito nas horas de erro. E mil vezes mais dádivas e demonstração de cuidado Daquele que não tira os olhos de nós. A maior herança que levarei pra sempre é a fé que minha família me ensinou, e a paciência que eu não consigo ter como eles, mas a teoria eu já entendi, isso também conta. 
Todos temos um jeito único de ser, também temos o jeito como sabemos que somos e o jeito como as pessoas acham que somos, aposto que nenhuma dessas formas é igual. Isso é problema, né, mas é assim que é. Mas entre viver pra que me vejam como eu me vejo, ou não me importar com o que pensam, eu escolho aceitar que não existe alguém que possa ver o que eu vejo, ao mesmo tempo que vou sempre me importar com o fato de não existir esse alguém. 
Continuarei assim, respondendo às vezes com compreensão, às vezes sem saco, continuarei não gostando de quem tem certeza de tudo, continuarei voltando pra minha casa nos finais de semana e aproveitando a viagem longa pra sonhar com 2019 sem me importar com a semana que vem, continuarei sendo distraída nas conversas porque dificilmente minha cabeça está no mesmo lugar que meu corpo. Continuarei tomando a dor do outro pra mim quando nem ele mesmo se dói, e continuarei sofrendo as consequências de tudo isso com consciência. Pois não aceito outras formas de ser eu, porque eu mesma só sei ser assim, nada é forçado nem contido, sou tudo o que acredito, pergunto tudo que preciso, peço tudo que não posso sozinha e choro tudo que arrisco e não dá certo, mas talvez as lágrimas fossem maiores se nem aqui eu estivesse, escrevendo neste blog com o Marley deitado do meu lado, aproveitando o pouco tempo que tem do meu lado já que estou sempre longe e ocupada vivendo um risco que deu certo.
  

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Como Um Cadeirante Pode Ser

Um cadeirante pode ser folgado, pode abusar de você, um cadeirante pode ser muito esforçado e conseguir fazer sozinho tudo que é possível, ele pode ser sonhador, do tipo que não sai do lugar porque não acredita que possa alcançar o alto, mas também pode ser ousado e se jogar em tudo aquilo que acredita. Um cadeirante pode ser vítima, ficar no canto com o olhar baixo e com vergonha de encarar os curiosos, mas pode ser que ele não se importe com nada disso e passeie por aí com o queixo sempre levantado. Um cadeirante pode ser bom ou mau, legal ou chato, ser inteligente ou burro, pode ser bonito ou feio, pode ser incrível ou insuportável, pode até ser humilde ou arrogante. Assim como você, que anda.
Saiba que seu olhar pra mim vem do alto, apenas porque você está em pé e eu sentada. Mas coloque na sua cabeça que eu estou tão disposta a existir quanto você, por isso, acho mais fácil que você interrompa esse seu comportamento superior porque eu tenho minhas próprias ideias, tenho meus sonhos, e estou aqui pra realizar um deles e não um dos seus. Aproveita essa reflexão e seu físico “perfeito” pra correr atrás das coisas que você quer, mas não conte com o ideal de me usar pra isso.  
Ouço dizer que os cadeirantes precisam de ajuda, e respondo aqui hoje que todos nós precisamos. Se manifeste aqui quem nunca precisou da ajuda de outra pessoa. Você, por exemplo, amigo, tem uma lista de carências emocionais que precisam ser tratadas com urgência. Sem contar a falsa realidade em que você vive e acredita. Ainda acha que sou eu que preciso muito de ajuda? Porque se for assim, conheço vários modelos de cadeiras e outros utensílios que podem me auxiliar, no entanto, pra falta de noção acho que ainda não criaram nada.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

O Dia Depois Da Noite Difícil

Bem no fundo de mim já estava me preparando pra te superar, te deixar numa página passada, pra aceitar a decisão que você estava prestes a tomar, o problema foi quando eu percebi que até no fundo de mim existe muito de você, muito de nós, muito de quem eu me tornei depois de te ter aqui. Não dava, não deu, não fiquei pronta pro adeus, adeus que você não disse, Graças a Deus! Rs. Sem medo de parecer desesperada, de parecer extremamente apaixonada, de parecer incompleta sem você, porque sou tudo isso mesmo.
Basta uma mini crise pra gente lembrar do começo, lembrar de como já enfrentamos obstáculos, enfrentamos pessoas que eram contra, enfrentamos o mundo, enfrentamos até nós mesmos, e dessa vez fomos colocados a prova pra enfrentar a distância. Não foi fácil até entendermos que distantes são esses casais que dormem todo dia na mesma cama e mal se olham, nós somos próximos, estamos o tempo todo por perto, no lugar mais privilegiado da vida um do outro, e mesmo que eu não possa te olhar nos olhos todos os dias, posso olhar pra história incrível que nós construímos sem querer.
Quando a porta se abriu pra que um de nós saísse, foi que percebemos o quanto o tempo lá fora seria nebuloso, aqui dentro com você do meu lado é o lugar que escolhi pra ficar desde que escrevia bilhetes pra conversar com você, usando o trabalho em grupo como desculpa pra me aproximar. Nossa história foi tão bem escrita por Deus que quando a gente quase briga, começamos a rir porque não faz sentido a gente não se amar o tempo todo.
Hoje o dia foi lindo, sabia? Nem parece que as noites passadas foram tão difíceis pra pegar no sono, pra mandar uma mensagem de bom dia, e pra me preparar pro que ainda bem que não veio; o adeus. Chega dessa conversa de despedida, hoje o dia estava lindo porque eu te disse oiii, e continuarei dizendo sempre, e no final do dia direi no máximo: Boa noite, meu amor. Até amanhã. Porque o amanhã sempre existirá pra nós dois.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

E Quando Você Estiver Louco...

Não sinto em dizer que você não tem escolha, e não sou eu que estou te prendendo aqui, é você mesmo, e essa nossa história de tirar o fôlego de qualquer mente que aceite não ser tão racional. A vida mudou meus caminhos pra me levar até você, e pela previsão que tenho, ela não tem intenção de separar nossas estradas tão cedo, não posso dizer nunca porque seria pretensão demais, e os melhores amores são os surpreendentes.
Também já vivi momentos difíceis, de confusão e incerteza. Você vai sair dessa fase escura, de bebidas que alteram e problemas que se mascaram, e vê se sai logo, por favor! Você não enxerga que está perdendo de viver coisas incríveis, enquanto escolhe ficar sozinho em casa, se lamentando sobre o quanto a vida lá fora está difícil. Como você pode saber? Se nem sequer tem coragem de encará-la de frente. Aposto que dentro desse quarto não está mais fácil do que o lado de fora, afinal, pior do que enfrentar a escuridão das pessoas é encarar a nossa própria.
Não me refiro a títulos quando digo que você não pode ir embora da minha vida, fique da maneira que se sentir melhor, mas fique pra que eu possa te ajudar a se levantar dessa crise. Sei da minha ausência, já sabia que seria complicado pra você lidar com ela, mas pense que estou fazendo isso por você também, pra continuarmos indo mais longe de mãos dadas, e continuarmos tendo orgulho um do outro por acordarmos cedo e sorrir pra essas pessoas estranhas que teimam que nós é que somos os diferentes.
Fica tranqüilo, que não curto Skank pra subitamente me afastar quando você estiver louco. Quando você enlouquecer, eu bagunço meu cabelo e te faço companhia numa selfie, eu rasgo minha roupa e vou assim ao shopping, eu canto em Libras músicas que nós mesmos criamos, sem ritmo, sem rima, mas cheias de sentido pra gente.
Bom, é isso. Você sabe o quanto sou insuportável quando quero algo, e eu sei o quanto você gosta de mim sendo insuportável, por isso vou continuar aqui querendo que você se encontre, e torcendo pra que quando isso acontecer você ainda me veja do seu lado.