sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O Motivo Maior (Conselho Pra Mim Mesma)

Angústia por uma situação que você não tem poder de resolver, aquele sentimento que corrói devagar a empolgação que você sentia a alguns dias atrás. Isso não é energia negativa do Universo, e nem olho gordo de pessoas que te invejam. Isso é o nosso lado humano que falha na fé, se esquecendo que quando algo não está ao nosso alcance, existe Aquele que tudo pode realizar, e tem o poder que você não tem de aliviar a dor e botar um ponto final no inacabável. Não sinta vergonha de assumir que se sente assim às vezes, mas se mantenha sempre em contato com o que realmente importa, pra que encontre de volta o caminho que trás paz pra alma.
O mau surge sempre do mesmo jeito, apontando o dedo na sua cara sempre que você comete um erro, exibindo e gritando todos os seus defeitos e suas fraquezas, na tentativa de te fazer desacreditar das suas maiores vontades e superações que ainda não alcançou, surgindo sempre que você está próximo de cometer um ato que você luta todos os dias pra vencer. O mau não é nada criativo, mas é porque ele não precisa de muito pra nos enganar, ele sabe que somos pequenos, mas a raiva maior é que mesmo pequenos somos maiores que ele, por isso ele não cansa quando nós já estamos exaustos. Mas nossos nomes são escritos com letras maiúsculas, assim como Aquele que nos criou, enquanto o mau será citado sempre com adjetivos.
Quando a angústia invadir, lembre-se do bom e do quanto ele está ao seu lado todo o tempo, do jeito dele sutil e simples, sem alarde. O bom está no sorriso sincero lançado pra alguém emburrado, no bom dia pra um desconhecido, está naquele que ouve o próximo quando o seu interior está em pedaços. O bom sim é criativo, mas não aquela criatividade que aprendemos nas aulas de design, o bom toca em todos que estão dispostos a terem suas vidas transformadas e não seu exterior. E só nota o bom os que aceitam abrir o coração mesmo tendo receio de mostrar a sujeira dentro dele, os que se cansaram de buscar no humano o que só o divino tem.
E se você já se deparou com pessoas que riram das suas crenças, pessoas de teorias racionais e conteúdo de livros de grandes pensadores e se sentiu envergonhada por isso, não para não, não regrida, e também não tenha nenhum sentimento ruim por elas, Deus colocou fé em todos nós, mas decidiu tempos diferentes para cada um. Aguce seus olhos e os tornem mais capazes de enxergar a bondade do que a maldade ao seu redor, as duas sempre estarão perto, a diferença é que uma te persegue, e a outra te segue, te guia, te protege. Levanta daí e recomece de onde parou.      

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Mania De Jogos Sem Graça

Nós vemos casais comemorando um ano de namoro, dois, três, três e meio. E nós dois desde o começo trocando chocolates com uma semana, um mês, um mês e uma semana, 24 horas antes de dois meses, contanto os minutos pra chegar logo dia 25. Lembro que sempre postávamos fotos e frases comemorando mais um mês juntos, fizemos isso até o sétimo mês, depois rimos juntos e decidimos parar de encher o saco das pessoas com a nossa mania de ser feliz todo mês como se fosse uma década. Mas hoje eu não agüentei, um ano e cinco meses que eu convenci você de que fomos feitos um pro outro e de que você admitiu que eu estava certa em insistir em nós. Ah, deixa a gente comemorar, né.
Lembro do seu pai dizendo que a gente comemorava todo dia o nosso namoro, e acho que é desse jeito mesmo que nós vivemos, comemorando. Eu te convido pra passar a vida toda assim comigo, e você aceita, como aceita vir na minha casa em dia de semana só pra me ver, e aceita assistir P.s.: Eu Te Amo só pra me agradar, mesmo achando chatíssimo. Como resposta, você me convida pra ir ao cinema assistir Tartarugas Ninjas, e pra sua surpresa eu gostei deste filme mais do que você. Minha teoria é de que do seu lado eu gosto até daqueles jogos sem graça que você ama, gosto de ver você me explicando quais são os jogadores novos do São Paulo e porque eles farão a diferença no time e gosto de você achando que eu entendo alguma coisa sobre isso.
Permita que eu agradeça a Deus todos os dias por ter me guiado até onde você estava, e por ter feito você assim tão especial pra mim. Por você me emprestar suas pernas enquanto eu te empresto a minha voz, e que seja assim sempre, esse equilíbrio criado por algo divino, que nos escolheu pra sermos assim com medos mas com uma coragem maior ainda, com muita vontade de conhecer lugares novos sem se importar que tenham degraus, porque nós estamos sempre juntos, e isso torna qualquer obstáculo um grão de areia, fácil de passar por cima. As pedras no caminho que nos desculpem, teríamos que olhar pra baixo pra enxergá-las, mas nossos olhos miram pra frente, miram pro futuro, pro nosso futuro, que já está todo preenchido pela felicidade que a gente sente, sem espaço pra elas.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Tenta Falar Isso Pra Um Pai

Numa cultura onde sonhar alto é bobagem, permanece no caminho os que têm coragem e os que têm ousadia pra se arriscar em possibilidades que pessoas próximas nem sequer tentam. Não me sinto melhor por isso, mas me sinto feliz por me ver ir onde nem minha imaginação fértil pensou que eu poderia. Não sei pesar as coisas boas e ruins, e avaliar o que compensa ou não, o que eu tenho é essa ânsia de obedecer cegamente o meu coração acelerado e o frio no meu estômago, sintomas de vida sendo elevada, de medos sendo pisados. Não sei ser de outro jeito, e espero que um dia os que sofrem com essa minha rebeldia emocional, compreendam e não sofram mais.
Peço perdão se parece egoísmo, mas não é. É a minha forma de lidar com uma sociedade que vê dificuldade em tudo, que julga, condena e lança olhares sem disfarçar. Também peço perdão se parece revolta, mas também não é. É a tristeza que guardo sempre que me deparo com algo assim. Não tenho poderes pra mudar as pessoas, nem a mim mesma, muito menos a mim mesma. Mas tenho o poder de escolher e de decidir me submeter a provações que irão me mudar, pra melhor, mudar pra frente, andar pra frente. Peço perdão se minha decisão machuca você, se te afeta e se parece que eu não me importo, mas saiba que eu me importo, por favor, só acredite nisso e todo o resto ficará mais fácil.
Quanto ao que virá daqui pra frente, juro que eu não faço ideia sobre como será, mas não posso te confessar isso pessoalmente porque só iria aumentar sua preocupação. Apenas rezo pra que você confie, confie em Deus e confie em mim. Confie mais também em você, se preocupe mais com você, me deixa apanhar um pouco da vida e aprender com ela. Pode ficar tranqüilo que eu volto, eu sempre volto, posso ir pra vários lugares, mas permanente mesmo só onde você estiver.
Me espera, mas enquanto faz isso não para no tempo não, nem pense em ter insônia e imaginar que estou correndo perigo, você sabe que eu não estou sozinha, nenhum de nós está. Vai se divertir com as coisas que você gosta. Vai comprar mais roupas, mais bermudas como eu sempre falo pra você fazer e você não faz. Vai que eu também estou indo, pensando sempre em você, com o seu número como favorito no meu celular e uma foto nossa no papel de parede.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Algo Que Você Não Sabia

Você nasceu só um ano e cinco meses antes de mim, é a irmã mais velha de uma filha postiça porque é assim que você sempre me tratou. Mas não como aquelas mães melosas, que não param de fazer cafuné no filho, você está mais pra mãe briguenta, que grita, proíbe, fica em cima e reclama enquanto ajuda, igual a nossa mãe. Por extremo cuidado e preocupação, eu sei, igual a nossa mãe. Mas que sempre lança um olhar de orgulho quando algo bom acontece comigo, igual a nossa mãe.
Todo ano no seu aniversário me dou conta do quanto você já cresceu, 24 anos e um caminhão de conquistas e histórias de esforço, a primeira delas quando ainda era uma menina, nossos pais trabalhavam e você cuidava de tudo enquanto eles estavam fora, mandava e desmandava em casa, e ai de quem não obedecesse ou sujasse o que você já tinha limpado. Eu, rebelde, sempre rebatia que a casa não era sua, mas hoje pensando bem, acho que era e ainda bem que era, eu não teria dado conta de tudo aquilo com tão pouca idade como você.
Você sempre foi adulta, sempre soube amadurecer rápido e eu, novamente rebelde, me orgulhava em não ser como você. Como a gente é inocente, não é mesmo? Acontece que eu também cresci, não tão rápido como você e confesso que até um pouco atrasada. E quando isso aconteceu, precisei ser tantas coisas que eu não fazia ideia sobre como ser, não tinha foco e nem responsabilidade. Foi então que me veio você na cabeça, e me esforcei muito pra agir como você sempre agiu, pra alcançar o sucesso que você alcançou. Mas não foi fácil, tanto que eu não consegui. Admirei tanto você quando me dei conta disso, do quanto você era realmente raridade e sua postura era de mulher desde tão criança.
Talvez nunca tenha pensado que é assim que eu te vejo, porque eu nunca disse afinal. Aproveito este espaço pra escrever pra você o que minha voz e minha personalidade difícil não conseguem dizer pessoalmente. Dizer que nunca me esqueci que toda vez que chegava da escola, você me esperava no ponto de ônibus pra me acompanhar até em casa e o quanto isso significou pra mim a vida inteira. Você é de poucas palavras, mas percebo quando você fica feliz por mim, algo que eu conto em detalhes por mais ou menos uns 40 minutos você responde com "hum.. Parabéns". Mas eu vejo o sorrisinho que você dá quando fala isso, o sorrisinho de irmã mais velha que adotou a irmã mais nova. De quem luta na vida sem precisar espalhar, que nunca precisou de alguém em quem se apoiar, você sempre teve muita força, força que eu não tenho igual, por isso diferente de você eu preciso de apoio, o seu se for possível. 
Feliz aniversário, Andressa.

P.s.: Desculpa pela foto.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Eu Deveria Gostar De Ver Você Dormindo

Li sobre o quanto é lindo observar a pessoa que se ama enquanto ela dorme e eu me sinto alienada quando leio algo assim e não me identifico. Quando vejo que você já dormiu, eu fico decepcionada porque ainda estou acordada, e quando não tem nada pra fazer então, quase te cutuco só pra gente ficar conversando mais um pouquinho.
Gosto mesmo quando você está acordado, e sem sono de preferência, pra poder viver coisas novas e rotineiras comigo, e rir de tudo mesmo sem ter graça, quando a gente fica perto temos essa mania de achar tudo engraçado. E acho lindo quando esses seus olhos pequenos estão abertos, mesmo com a lente grossa dos seus óculos os fazendo parecerem maiores, continuam pequenos, e eu amo muito que eles sejam assim.
Sem desprezar o romantismo das pessoas, romântico pra mim é quando você dá aquela gargalhada que te faz perder o ar e todo mundo olha, tudo isso porque eu ainda não entendi sobre o que afinal nós estamos falando. Ou até quando você me dá um soquinho (socão) no braço porque viu um fusca azul. Romântico é a paciência que você tem comigo quando eu não consigo ter com você, e em como você me empurra rápido pelas calçadas como se não houvesse amanhã. Aí quem ri sou eu. Você não consegue mesmo andar devagar.
E mais romântico que tudo isso junto é você escolhendo com todo cuidado as roupas que eu vou usar no final de semana e depois jogar todas elas dentro da mochila de qualquer jeito, sem jeito, do seu jeito. 
E tudo isso você faz quando está acordado, não tem coisa mais bonita... Acordar. Se for pra parar e te observar, que seja em momentos assim. Amar te ver dormindo, só mesmo quando eu estou afim de dormir mais, e como você ainda não acordou, super me sinto no direito de me juntar a você. Talvez porque eu me recuse a viver num mundo que não te tenha acordado pra poder ser tudo isso que eu gosto tanto, ou talvez eu não seja mesmo romântica e apenas ame dormir. Mas se for isso, que seja com você do meu lado, brigando pela coberta, do nosso jeito, sem jeito, porque te amo.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Marley E Eu... E Ele De Novo

Já me acostumei com os olhares curiosos por onde passo, sou sempre novidade pras crianças e motivo de admiração pros adultos, fiz sempre questão de dizer que não quero ser tratada como coitada, por favor. E assim segui até o dia que conheci o Flash, um labrador amarelo treinado para ser acompanhante de pessoas com deficiência. Fiquei obcecada! Ele era lindo, fofo, e meu Deus como era calmo. Na mesma semana assisti três vezes Marley E Eu. Foi daí, depois de chorar rios com este filme, que decidi ter um labrador amarelo que se chamasse Marley, mas com a personalidade do Flash. Seria perfeito! Eu só pensava nisso, no quanto você seria meu companheiro durante todo o dia, e em como você seria inteligente ao chamar a ajuda de alguém se por acaso eu caísse. E como Deus é fiel com os que esperam Nele, encontrei você, meu Marley, que já tinha este nome antes de entrar na minha vida. Fui imediatamente ao seu encontro, aquela bolinha de pêlos branca era exatamente como os filhotes que eu havia visto nas centenas de fotos em pesquisas no Google.
Finalmente, você era meu! E a minha história com você começa aí... Hoje você completa 11 meses, e não teve um só dia que você tenha sido calmo como o Flash. Você não trouxe só o nome do cachorro do filme que me fez chorar, você trouxe também a fome infinita, o gosto por comer sapatos novos, só os novos. Trouxe a vontade incansável de brincar com qualquer pessoa que apareça na sua frente, isso inclui pular na altura da cabeça delas. E ao invés de pedir ajuda quando eu caísse, você mostrou formas de me derrubar, e me vendo no chão não chamou ninguém, o que você fez foi pular em cima de mim e pular e pular e pular. 
Eu idealizei como você deveria ser antes de você chegar, e com exceção do nome você não se parece nada com o que eu imaginei, você é de longe muito melhor. Você nem por um segundo demonstrou que eu precisava da sua ajuda, me fez acordar que de tanto falar que não queria que tivessem pena de mim, no fundo eu mesma é que sentia isso. Você me mudou, meus braços arranhados e mordidos são a prova disso. Fica comigo, enquanto você puder. Você é meu auxílio, você agita minha vida e junto agita toda minha vontade de viver. 

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Se É Que A Gente Tem Idade Pra Contar Uma História

Conhecê-lo foi inesperado, como todas as melhores coisas da vida. E foi também desafiador, como tudo que vale a pena. Escrever sobre essa história é divertido, assim como quando atravessamos a faixa de pedestre correndo porque demoramos demais pra descer à calçada e os carros podem começar a vir a qualquer momento.
Há muitos exemplos que poderiam nos descrever, porém somos mais simples do que acontecimentos. Algumas vezes, percebemos que as pessoas nos olham com compaixão, outras com admiração, e outras até com pena. Difícil lidar essas impressões, porque não é o que nós somos de verdade. Nós não nos preocupamos se o ônibus que iremos pegar é adaptado ou não, ou se a atendente da padaria fala LIBRAS. A gente não pensa no que podemos encontrar, e nem é inconsequência proposital, a gente só é assim mesmo.
Claro que as horas ruins existem, já atrasamos compromissos porque o elevador do ônibus estava quebrado, ele ainda não possui carteira de motorista por falta de intérprete na prova, a maioria dos empregos que surgem não possuem transporte próprio. Mas a nossa experiência nos ensinou a não permitir que essas horas se transformem em dias, no entanto, nós não vemos nada de diferente nas nossas dificuldades com as dificuldades alheias. Pelo contrário, nós sempre agradecemos a Deus por nossa vida fácil. Acreditamos que nossas maiores barreiras são nossos defeitos pessoais, que não tem absolutamente nenhuma ligação com limitação física, são apenas defeitos, desses que todo mundo tem, e que criam problemas na vida. Isso aí.
E talvez, o melhor de estarmos juntos é que podemos sempre dizer isso um pro outro, pra que essa teoria de vida não desapareça de nossas personalidades, porque é difícil ser o único a ter uma atitude diferente dos demais na mesma situação, mas quando se tem alguém do seu lado que pensa e age da mesma forma, a força cria raiz, e nascem também mais e mais galhos de formas leves de viver coisas pesadas.
E quando a vida é “hard”, a gente suga até a última gota de maturidade e humildade que aquilo nos traz, pra poder sofrer da melhor forma na próxima vez que for necessário. E poder rir com mais verdade sempre que surgir uma chance.

Antes De Te Conhecer


Costumava acreditar que o amor não poderia ser maior do que o que eu conhecia, e que se por um acaso fosse, não seria bom, seria insano e me faria mal. Então conheci você, chegando atrasado num dia importante pra mim, trazendo junto sua arrogância, que era tudo o que você aceitava mostrar. Você era um erro explícito e seu olhar carregava um mundo de particularidades que naquele momento eu só consegui querer conhecer todas elas.
Você não se aproximou, e nem encenou que gostava das minhas tentativas de fazer parte de algo que fosse seu. Foi então que mostrou algo além da sua arrogância, você aceitou mostrar também o quanto você não se importava. E eu não sabia como esconder que você preenchia todos os meus pensamentos. Era tarde pra cortar pela raiz, dentro de mim já tinha crescido uma árvore enorme de possibilidades. Eu tinha razão, você era um erro, me percebi insana, você me apresentou o amor maior do que o que eu conhecia, e estagnei numa situação que fazia mal a mim mesma.
Eu tinha um passado, um futuro, eu tinha ex amores, tinha lembranças felizes e tristes, tinha novos amigos, tinha aquela fase da minha vida que estava sendo um sonho realizado, mas você tapava tudo isso, e eu só enxergava nós dois, que nem existia ainda, mas mesmo assim se destacava de todo o resto.
Eu não tinha arrogância, mas tinha imaturidade, que no caso foi até pior. Decidi da minha forma torta decifrar a causa de tantas paredes ao redor das suas opiniões. Comecei descobrindo que você gostava de cerveja, vídeo game, balada e de conversar. E tinha tudo isso, exceto as conversas, pelo menos não do jeito que você sabia. Consegui arrancar seu primeiro segredo, com o tempo seu primeiro desabafo, não demorou muito para que nos tornássemos melhores amigos, você com seus muros e eu com minha infantilidade. Aprendi a conversar do seu jeito, e você aprendeu a entender o meu. 

Você foi o cara que chegou atrasado na hora certa de um dia importante pra mim. Você não é mais o cara que tampa todo o resto porque agora eu cresci e não sou mais tão dramática, mas destaque você permanece sendo.